Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
EN PT
header top image

Da Caridade à Solidariedade: políticas públicas e práticas particulares no mundo ibérico Voltar

05/05/2016 - 06/05/2016    Casa Museu de Monção
caridade
Seminário internacional junta investigadores de Portugal, Espanha e Brasil para analisar as práticas e as políticas sociais do espaço ibérico, desde o período moderno até à contemporaneidade. Uma organização Lab2PT, Departamento de História da UMinho e Casa Museu de Monção.
"Ao longo dos tempos e em diferentes lugares do mundo ibérico, a prática da assistência tem-se materializado em múltiplas iniciativas individuais, nomeadamente sob a forma de concessão de legados, criação de benfeitorias e distribuição de esmolas. Tais atos estão em conformidade com a doutrina católica, que considera o exercício da caridade e de boas ações como fazendo parte do caminho a seguir com vista à salvação da alma. Quando a intervenção do Estado no campo social era praticamente inexistente, foi com base na caridade que se criaram instituições e, em última análise, se materializou a prática da assistência. Foi neste contexto que a Igreja Católica assumiu um papel de inegável relevância, cujo impacto se pretende avaliar neste encontro. Com as revoluções liberais e, consequente política anti congregacionista, a assistência apoia-se em novos valores, como a filantropia, sobre os quais importa refletir. Num tempo de maior intervencionismo estatal, estão presentes as instituições do Antigo Regime, designadamente os hospitais, confrarias, ordens terceiras e, no caso português, as misericórdias, que continuam a desempenhar um papel fundamental na atividade assistencial, dada a incapacidade do Estado de assumir as responsabilidades que lhe cabiam na área social. Em oitocentos, em resultado da industrialização, da nova ordem liberal e social, ou ainda de movimentos como o higienismo, surgem outras instituições, que procuram dar resposta a novas preocupações socias e corresponder a políticas públicas entretanto adotadas. Estas, por sua vez, refletem as mudanças políticas ocorridas ao longo do século XX. Em Portugal, a forma de percecionar o social, de tratar as desigualdades sociais ou de conceber as instituições, sofrerá mudanças com passagem da 1.ª República para a Ditadura Militar e para o Estado Novo. Neste encontro, que reúne investigadores e especialistas de Portugal, Espanha e Brasil, pretende-se analisar as práticas e as políticas sociais do espaço ibérico, desde o período moderno até à contemporaneidade, identificando semelhanças e diferenças, bem como os fatores que terão estado na sua génese."

Comissão Científica

José Viriato Capela (UM/ Lab2PT)
Jorge Alves (UP/CITCEM)
Ofélia Rey Castelao (USC)
Laureano Rubio Pérez (UL)
Engrácia Leandro (UM)
Maria Marta Lobo de Araújo (UM/ Lab2PT)
Alexandra Esteves (UCP/ISPVC/ Lab2PT)
Henrique Rodrigues (ISPVC)
António Magalhães (UM/ Lab2PT)

Comissão Organizadora:
José Viriato Capela
Maria Marta Lobo de Araújo
Alexandra Esteves
Sandra Castro
​​​​​​​​   Cartaz_DaCaridadeaSolidariedade
​​​​​​​​   Programa_DaCaridadeaSolidariedade
caridade